Tom: Bm

 Bm
Débora, és uma víbora
             A
Sai da minha aba, vagaba
              F#m7
Para com esse mantra, pilantra
           A  G   F#m7
Chega de caô, ô , ô
            G7+  
Tu não me engana, mana
               G#°  
Sei que fui um trouxa, poxa
          F#7+   F#9    F#
Mas agora chega, nêga
Bm
Cínica, fui bater na clínica
          A
Fiquei no osso, moço
             F#m7
Melhor que te afaste, traste
               Bm
Nem vem que não tem, neném
              G7+  
Sei que fui babaca paca
            G#°  
Vou picar a mula, chula
              F#7+   F#9     F#
Cansei de ser besta, basta
E             D  A/C#
Eu vou me mandar
       Bm      A#m
Peguei meu jaleco
      Bm       G7+             F#7+   F#9     F#
Nesse teu xaveco eu não caio mais
E             D A/C#     Bm       A#m
Eu vou me mandar, eu vou pra Cancun
     Bm  G7+             F#7+   F#9     F#
Teu 171     não me pega mais
Bm
Cínica, fui bater na clínica
          A
Fiquei no osso, moço
       F#m7
Melhor que te afaste, traste
                Bm
Nem vem que não tem, neném
              G7+  
Sei que fui babaca paca
            G#°  
Vou picar a mula, chula
                F#7+   F#9     F#
Cansei de ser besta, basta
E             D  A/C#
Eu vou me mandar
       Bm      A#m
Peguei meu jaleco
      Bm       G7+             F#7+   F#9     F#
Nesse teu xaveco eu não caio mais
E             D A/C#     Bm       A#m
Eu vou me mandar, eu vou pra Cancun
     Bm  G7+             F#7+   F#9     F#
Teu 171 não me pega mais

(G7+   G#°   F#7+   F#9     F# )
Débora, víbora, diz que sou um crápula, Drácula
Que bebi teu sangue como tang
Pústula, fístula, isto lá é coisa que se diga a alguém, heim?
Como eu, teu pra sempre
Débora, víbora, diz que sou um crápula, Drácula
Que bebi teu sangue como tang
Pústula, fístula, isto lá é coisa que se diga a alguém, heim?
Como eu, teu, pra sempre teu.


Enviada por Sem inscrição
Nº de acordes: 13