Tom: Am
Intro: Am F Am F Am F Am F

Am
quem quiser saber por que
F
e não tiver o que perder
    Am
não pode acreditar em tudo
    F        E
não pode duvidar de nada
Am
se não tiver instinto
F
se ficar distante
Am                F                   E
se ficar com medo quando chegar o instante
Am             F
forças ocultas tomam de assalto
  D                  F        E
ouvintes incautos de uma cult band
        F
tem que pagar pra ver
tem que ver pra crer
Am
quem viver verá
  F                  C  D B   C   Am
a cara desses caras num museu de cera
Am
quem quiser saber por que
F
e não quiser se arrepender
     Am
não pode acreditar em tudo
F               E
tem que acreditar em algo
Am
se não tiver instinto
F
se não estiver atento
Am                     F
se ficar com medo no exato momento
  Am                F
alguém muito à toa soa o alarme
D                       F             E
veste o uniforme e transforma tudo em exceção
        F
tem que pagar pra ver
tem que ver pra crer
Am
quem viver verá
  F                  C  D  B  C  Am
a cara desses caras num museu de cera
Em                              C
museu de cera                   ?quem será?
Em                                  C
imagens de arquivo              ?de quem será?
     Em                              C
inconsciente coletivo           ?por que será?
  Em                                 C
o mundo é dos vivos             !sempre será!
Em                              C
museu de cera                   ?quem será?
Em                                   C
quem me dera                    ...poder esperar!
   Em                           C
a vida inteira                  ?quando será?
Em                                    C        B
sexta feira...                  ...no mais tardar!
        C
tem que pagar pra ver
tem que ver pra crer
           Em
tem que jogar pra ganhar
tem que correr atrás
           C
tem que pagar pra ver
tem que ver pra crer
Em
quem viver verá
   C
a força bruta
a face oculta
G   A  F# G   Em
num museu de cera

QUEM QUISER REMAR CONTRA A MARÉ
TEM QUE REMAR MUITO MAIS FORTE
NÃO VÁ À GUERRA DE PÉS DESCALÇOS
NÃO PISE NO TAPETE COM ESSAS BOTAS IMUNDAS 


Enviada por Sem inscrição
Nº de acordes: 10