Jorge Aragão

Coisa de Pele (versão 2)

Jorge Aragão

Compartilhar:

Tom: G
Intro:   G Bm Fo Am Cm Bm E7 Am D7 

G                               F#m7/5- F#o
Podemos sorrir, nada mais nos impede
       Em                       Dm  G7
Não dá pra fugir dessa coisa de pele
     C             Cm Bm           E7
Sentida por nós, desatando os nós
      A7                          Am     D7
Sabemos agora, nem tudo que é bom vem de fora
G                              F#m7/5-
É a nossa canção pelas ruas e bares
F#o         Em                       Dm   G7
Que nos traz a razão, relembrando Palmares
       C          Cm Bm      E7
Foi bom insistir, compor e ouvir
A7                          Am           D7
Resiste quem pode a força dos nossos pagodes
        Gm                       D7
E um samba se faz, prisioneiro pacato dos nossos tantãs
        Fo       G7             Cm           G7  Cm
E um banjo liberta da garganta do povo as suas emoções
F7                         Bb
Alimentando muito mais a cabeça de um  compositor
A7                       Am                    D7       G
Eterno reduto de paz, nascente das várias feições do amor
           F#m7/5-     F#o        Em          C                 D7            G
Arte popular       do nosso chão, é o povo que produz o show e assina a direção
           F#m7/5-     F#o        Em          C                 D7            G
Arte popular       do nosso chão, é o povo que produz o show e assina a direção
  • Enviada por: Sem inscrição
  • Exibições: 10.499
  • Nº de acordes: 16