( Herbert Vianna / Pedro Luís )
[Música incidental: Me llama la calle]



[Intro: ] Em

            B7/D#	       Em
A minha plenitude anda pela metade
           B7/D#	    Am7 	    C7M           Em
Eu ando solitário pela madrugada da cidade, nada na cidade
                 B7/D#	               Em
Se uma paixão me ilude, eu tento ver além
                B7/D#	         Am7                C7M
Sempre fiz o que pude para não fazer mal pra ninguém

     G      Am7
Soledad Cidadão
    Bm7       Am7
Solidão la ciudad
     G      Am7
Soledad Cidadão
    Bm7       Am7
Solidão la ciudad

Eu sinto que o futuro é uma imensidão
Sem contenção nem muro para limitar nossa paixão
Se essa paixão me ilude, eu tento ver além
Sempre fiz o que pude para não fazer mal pra ninguém

Em
Me llaman calle la revoltosa
Me llaman calle bala perdida
Me llaman calle calle de noche
Meu subo a tu coche

Me llaman siempre y a qualquier hora
Me llaman puta siempre a deshora
Me llaman calle y eses es mi orgullo
Yo se que un dia llegara

Me llaman calle de eskina a eskina
Me llaman calle siempre atrevida
Me llaman calle bala perdida
Asi me disparo la vida

Me llaman calle del desengaño
Calle fracaso, calle perdida
Me llaman calle la sin futuro
La que mujeres de la vida


Enviada por Sem inscrição
Nº de acordes: 6